Novas tecnologias de monitoramento e prevenção de incidentes foram apresentadas ao mercado
Especialistas afirmam em palestras durante o evento que a cooperação entre países sulamericanos é estratégica
Estratégias de controle de conteúdos na intranet são frente de investimentos

O combate ao terrorismo e à prevenção a ataques cibernéticos deram o tom do segundo dia da LAAD Security 2016 – Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa. Com o crescimento do número de crimes cometidos por hackers e de ataques terroristas coordenados através da internet tem aumentado a preocupação de agentes públicos e privados do País com relação à necessidade de monitoramento de possíveis ameaças e implantação de sistemas eficazes de segurança.

De olho no mercado especializado no assunto, empresas do ramo de tecnologia da informação apresentaram durante a LAAD Security 2016 soluções tecnológicas que podem auxiliar agentes governamentais e empresas privadas a se protegerem de possíveis ameaças. O dia também foi marcado por discussões sobre segurança pública e pela presença de delegações estrangeiras.

Terrorismo e ameaças virtuais
Na palestra “Terrorismo internacional: questões de interesse para o Brasil e para as Olimpíadas Rio 2016”, parte dos eventos de conteúdo da LAAD 2016, o diretor do Departamento de Contraterrorismo da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Luiz Alberto Sallaberry, chamou a atenção para o crescente aperfeiçoamento das estratégias do Estado Islâmico de recrutar seguidores e ordenar atentados pelas redes sociais e o risco ao qual o Brasil está exposto atualmente.

“A internet é o mecanismo de atuação cada vez mais usado pelo grupo e, por isso, aumentaram os riscos de ataques no País. As facilidades migratórias do Brasil e a vinda de refugiados de países como a Síria e o Iraque também podem facilitar esse tipo de ação”, explicou Sallaberry. Para reduzir a possibilidade de atentados, a Abin vem trabalhando na sensibilização de agentes públicos e da sociedade civil para estabelecer redes de detecção antecipada de ameaça. “Se não houver integração entre os diferentes órgãos governamentais, as forças policiais e as empresas, não haverá sucesso”, complementa.

Como consequência, cresce também o interesse em sistemas de monitoramento, vigilância e segurança virtual. Segundo dados da consultoria Gartner foram investidos em 2015 cerca de US$ 75,4 bilhões em segurança cibernética no mundo todo. E as soluções tecnológicas oferecidas pelo mercado, especialmente empresas de tecnologia de informação, estão cada vez mais desenvolvidas.

Na LAAD Security 2016 é possível encontrar uma gama variada de produtos e serviços para o setor. A japonesa NEC Corporation, que participa pela primeira vez da feira, é uma das que se especializou em monitoramento e segurança virtual. Seu programa de reconhecimento facial é considerado o melhor do mundo pelo instituto americano National Institute of Standards and Technology (Nist) e está integrado a um sistema desenvolvido pela empresa que permite o monitoramento de toda a internet, incluindo a Dark Web, e o rápido cruzamento de dados para localizar possíveis criminosos e ameaças em tempo real. “Nosso objetivo é ajudar a comunidade local e os agentes responsáveis por garantir a segurança no país. Muitas agências têm grandes bases de dados e não sabem o que fazer com eles”, explica o diretor da Divisão de Estratégia em Segurança Cibernética da NEC, Seiji Tokunaga.

A Unisys é outra empresa presente no evento com soluções para prevenção de ataques virtuais. A empresa está lançando na feira uma nova tecnologia de proteção de dados: a técnica de micro segmentação, que permite isolar sistemas e criar perímetros de segurança para minimizar perdas financeiras causadas por ataques cibernéticos ou vazamento de dados. Para o responsável por Práticas de Segurança da Unisys para a América Latina, Leonardo Carissimi, o País precisa estar preparado para enfrentar a questão. “O Brasil hoje figura entre os países mais atingidos por crimes cibernéticos. Isso afeta não só a infraestrutura de segurança pública, mas também empresas”, afirmou o executivo durante a palestra “Advanced Security for Advanced Threats”.

A LAAD abriu espaço também no temário de Segurança Pública para um painel com os Comandantes da PM de vários estados do país. O encontro contou com a presença do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Ricardo Gambaroni; do Coronel da Polícia Militar e Comandante Geral da Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro, Edison Duarte dos Santos Junior; Coronel da Polícia Militar e Comandante Geral da Polícia Militar do Espírito Santo, Marco Antônio Nascimento e do Coronel da Polícia Militar e Comandante Geral da Polícia Militar da Bahia, Anselmo Brandão.

Negócios
A LAAD Security também tem sido um espaço privilegiado para as empresas fecharem negócios em níveis nacional e internacional. Participando também pela primeira vez, a Thales (que já é tradicional expositora da LAAD Defence & Security) aproveitou a ocasião para realizar encontros com agentes públicos de todo o País, como com os secretários de segurança pública de 17 estados e 21 comandantes e delegados de Polícias Militares e Corpos de Bombeiro. “A feira tem um público dirigido e selecionado, por isso é possível encontrar pessoas com poder decisório. Também nos surpreendeu encontrar representantes do mercado privado, que nos abriram a possibilidade para dois novos negócios”, comemora o gerente comercial da divisão de Segurança da Thales Brasil.

Agentes de delegações estrangeiras também compareceram ao evento neste segundo dia. Para o Coronel de Infantaria da Guatemala, Julio Alberto Sousa Lainfiesta, a LAAD Security tem sido uma oportunidade única de conhecer tecnologias com as quais ainda não tinha tido contato. “Estou me atualizando sobre as mais modernas tecnologias de segurança e assistência. Conheci alguns equipamentos pela primeira vez, como um escâner 3D e um bloqueador de sinal de celular que permite impedir a atuação de criminosos, ao mesmo tempo em que as equipes de segurança mantêm a comunicação entre si”, conta.

Na mesma linha de raciocínio, o General Alfredo Lagos, da Carabineros de Chile avalia: “este evento é fundamental porque promove a interação de países com realidades muito similares em termos de segurança”, disse. “Esta troca de experiências e de conhecimentos enriquece sobremaneira, porque além da tecnologia que está sendo apresentada aqui, temos a oportunidade de fundamentar nosso conhecimento com modelos de operações de sucesso. A LAAD Security nos permite trabalhar de forma cooperativa, o que é fundamental para a América Latina”, avalia.

Segurança pública

Outro destaque neste segundo dia do evento foi o módulo de Segurança Pública do V Seminário de Segurança LAAD. Um exemplo foi a apresentação do coordenador do Instituto de Pesquisa de Economia Aplicada – Ipea, Helder Ferreira: “Violência e segurança pública em 2023: cenários exploratórios e planejamento prospectivo”, baseada em estudo publicado ano passado sobre violência no país . Para ele, a LAAD Security é uma boa oportunidade para se refletir sobre segurança pública. “É um evento de grande importância para o setor. Quando se pensa em segurança pública é preciso considerar que as tecnologias são adequadas e devem ser adotadas”, afirma.

O Secretário Adjunto de Segurança Pública do Acre, Ricardo Brandão, esteve presente à palestra e elogiou a apresentação. “Foi muito ilustrativo para que polícias e secretarias de segurança pública possam pensar políticas públicas a partir de estudos como esse”, defende.

A feira também tem sido procurada por representantes de prefeituras preocupadas em incrementar seus sistemas de segurança. O assessor especial de políticas públicas da prefeitura de Belfort Roxo, Carlos Pinheiro, compareceu ao segundo dia do evento em busca de serviços de câmera de vigilância. “Estamos montando um centro e controle operacional na cidade e estou aqui em busca das melhores soluções de equipamento, especialmente câmeras de vigilância”, conta.

A LAAD Security 2016 segue até esta quinta, 14, no Riocentro. A exposição reúne cerca de 100 marcas nacionais e internacionais que apresentam as mais modernas soluções em autenticação, controle de acesso e vigilância; emergência, salvamento e resgate; equipamentos pessoais e táticos; cyber security; ópticos e optrônicos; munição e armamento; perícia criminal e forense; transmissão e comunicação; veículos; entre outras. Paralelamente acontece o V Seminário de Segurança LAAD, com a proposta de discutir as principais tendências, fomentar o intercâmbio de tecnologias e incentivar a integração entre segurança pública e segurança corporativa.

Sobre a LAAD Security
A LAAD Security – Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa – reúne empresas nacionais e internacionais que fornecem tecnologias, equipamentos e serviços para Segurança Pública, Forças Policiais, Forças Especiais, Forças Armadas, Law Enforcement, Homeland Security e gestão de segurança de grandes corporações, concessionárias de serviços e infraestrutura crítica do Brasil e América Latina. O evento, que deverá receber 12 mil profissionais, reunirá mais de 100 marcas apresentando soluções em autenticação, controle de acesso e vigilância; emergência, salvamento e resgate; equipamentos pessoais e táticos; cyber security; ópticos e optrônicos; munição e armamento; perícia criminal e forense; transmissão e comunicação; veículos; entre outras.

Clarion Events
Por mais de 65 anos, a Clarion Events dedica-se à promoção e organização de feiras de negócios, eventos e congressos. Reúne aproximadamente 700 mil pessoas e 12 mil expositores e patrocinadores em mais de 200 eventos realizados ao redor do mundo. A Clarion Events tem presença global – atua em 12 escritórios em 9 países diferentes e está no Brasil desde 2008.

Assessoria de Imprensa – LAAD Security – Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa
Conteúdo Empresarial – Comunicação Integrada
11 – 3230-7434 / 13 – 3304.7437 – 3304.7438

Atendimento à Imprensa:

Alessandro Padin
alessandro@conteudoempresarial.com.br
13 – 99111.0663
SKYPE: alessandro_padin

Valeria Bursztein
valeria@conteudoempresarial.com.br
11 – 99104-2031
SKYPE: vbursztein